Geral

Na véspera do Dia dos Pais movimento aumenta, mas não anima comerciantes

O movimento no comércio na área central de Campo Grande triplicou neste sábado (9), véspera do Dia dos Pais. Apesar do movimento intenso, comerciantes não estão animados com as vendas, que, segundo eles, não atingiu a expectativa. A gerente de loja de cosméticos, Tarina Polidoro, afirmou que o movimento aumentou nos últimos dias em relação […]

Arquivo Publicado em 09/08/2014, às 18h18

None
729686550.jpg

O movimento no comércio na área central de Campo Grande triplicou neste sábado (9), véspera do Dia dos Pais. Apesar do movimento intenso, comerciantes não estão animados com as vendas, que, segundo eles, não atingiu a expectativa.

A gerente de loja de cosméticos, Tarina Polidoro, afirmou que o movimento aumentou nos últimos dias em relação à semana passada, porém, as vendas se igualaram ao mesmo período do ano passado. “Já esperávamos por isso, porque Dia dos Pais não é igual ao Dia das Mães ou Dia dos Namorados”, disse Tarina.

Para Evanildo dos Santos, gerente de loja de calçados, a expectativa para este ano era de crescimento nas vendas de até 20% nesta semana, mas, segundo ele, as vendas foram 10% a mais do rendimento normal da loja, e que o percentual não cobre os investimentos da loja em publicidade para atrair consumidores. Evanildo observou que os clientes devem gastar entre R$ 80,00 a R$ 100,00.

Na lista de presentes, roupa aparece no topo dos mais preferidos, seguido de perfumes. Márcia Moura, secretária, contou que procurou antes de comprar o presente de Dia dos Pais para o marido, e espera gastar em torno de R$ 80,00. Para o marido, Márcia vai comprar uma roupa. Opção de presente de Dauzirene Pereira, auxiliar de serviços gerais, que afirmou não perceber diferença nas promoções. “Acredito que o Dia dos Pais não é uma data que movimente tanto o comércio quanto o Dia das Mães”, disse Dauzirene, que pretende gastar R$ 100,00.

Já, Luzia Mendes, secretária, decidiu presentear o marido com perfume. “Conheço muito bem o que ele gosta, e é um presente duradouro, que o agrada e ele sempre usa”, disse Luzia que vai desembolsar R$ 90,00 neste Dia dos Pais.

Mas, há quem prefere fugir de roupas e perfumes, como o eletricista Márcio dos Santos, que saiu de uma loja de eletrodomésticos, satisfeito com o presente que vai entregar neste domingo (10). Márcio resolveu comprar um barbeador para seu pai. “Tenho que influenciar a cuidar do visual dele”, disse o eletricista.

Jornal Midiamax