Geral

Mulher morre estrangulada em presídio de Pernambuco

Uma mulher morreu estrangulada em uma penitenciária em Itamaracá (PE), na região metropolitana do Recife. Geórgia Pereira de Moraes, 26, foi atacada em uma cela pelo próprio marido, o detento José Carlos Alves da Silva, 28, no presídio Barreto Campelo. A vítima foi socorrida por agentes prisionais. Geórgia foi levada para o hospital João Ribeiro, […]

Arquivo Publicado em 26/01/2014, às 20h59

None

Uma mulher morreu estrangulada em uma penitenciária em Itamaracá (PE), na região metropolitana do Recife.

Geórgia Pereira de Moraes, 26, foi atacada em uma cela pelo próprio marido, o detento José Carlos Alves da Silva, 28, no presídio Barreto Campelo.

A vítima foi socorrida por agentes prisionais. Geórgia foi levada para o hospital João Ribeiro, em Itamaracá, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Ela estava no local para visitar o detento. O crime ocorreu por volta das 16 horas deste sábado (25).

O suspeito confessou o crime em depoimento à polícia. Ele disse que usou as mãos para matar a mulher.

De acordo com a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da capital pernambucana, José da Silva afirmou que matou a esposa porque ela estava o traindo com outro detento.

Ele foi indiciado por homicídio doloso –quando há intenção de matar.

Segundo a Secretaria de Ressocialização do Estado (Seres), assim que prestou depoimento à polícia, o suspeito foi encaminhado ao Centro de Triagem do sistema prisional do Estado.

Ele será transferido para outra unidade prisional de Pernambuco.

A secretaria que administra o sistema prisional do Estado diz que este é o primeiro caso de morte de um visitante registrado na penitenciária Barreto Campelo, de Itamaracá.

Jornal Midiamax