Geral

Mulher morre de gripe suína logo após procurar atendimento no posto de Saúde do Tiradentes

Uma mulher de 35 anos morreu em Campo Grande vítima da gripe A, no posto de Saúde do Tiradentes. O resultado do exame que comprovou a morte causada pelo vírus H1N1 saiu nesta quarta-feira (18). Conforme informações da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a mulher deu entrada no dia 12 de junho na unidade de Saúde do […]

Arquivo Publicado em 18/06/2014, às 19h03

None
1293769759.jpg



Uma mulher de 35 anos morreu em Campo Grande vítima da gripe A, no posto de Saúde do Tiradentes. O resultado do exame que comprovou a morte causada pelo vírus H1N1 saiu nesta quarta-feira (18).

Conforme informações da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a mulher deu entrada no dia 12 de junho na unidade de Saúde do Tiradentes às 22h24min e morreu logo em seguida, às 23h46min.

A Sesau explica que a mulher adoeceu em casa e não procurou atendimento médico. Até o momento, esta é a segunda morte confirmada em Campo Grande por gripe suína.

A gerente técnica da unidade de resposta rápida da Sesau, Luciana Miziara, pede a atenção da sociedade quando tiverem tosse, febre e dores de garganta, pois este período do ano, até o fim de agosto, favorece a circulação dos vírus H1N1 e H3N2, e ao perceberem sinais de gripe procurem imediatamente atendimento médico.

Desde ontem (17), a vacina contra a gripe foi liberada. Desta vez, não existe grupo prioritário, mas a Sesau afirma que sobraram apenas 20 mil doses e a população deve buscar imunizar-se o mais rápido possível.

A campanha foi estendida para a população depois de cinco prorrogações, que tinham como objetivo atingir a meta do Ministério da Saúde, que era de imunizar 80% da população considerado de risco em Mato Grosso do Sul.



Jornal Midiamax