Geral

Mulher é morta com dois tiros na Piratininga e ex-marido é apontado como responsável

Ela estava neste corsa quando foi alvejada na Avenida das Bandeiras, em Campo Grande.

Arquivo Publicado em 05/01/2014, às 12h36

None
1524108161.jpg

Ela estava neste corsa quando foi alvejada na Avenida das Bandeiras, em Campo Grande.

A operadora de caixa Dayane Silvestre Uliana, de 26 anos, foi morta, na noite de sábado (4), por volta das 19h30min, na esquina da Avenida das Bandeiras com Manoel da Costa Lima, na Vila Piratininga.. O ex-marido dela, Júlio César Martins Ferreira, de 38 anos, é apontado pela polícia como o responsável pelos disparos.

De acordo com o relato policial, Uliana trafegava pela Avenida Manoel da Costa Lima, dirigindo um Corsa de sua propriedade. Quando chegou na esquina da Avenida das Bandeiras, uma motocicleta emparelhou com o carro e o garupa atirou duas vezes, fugindo em seguida.

Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada à unidade de saúde do Bairro Guanandi mas não resistiu aos ferimentos

Uma testemunha que passava pelo local, anotou a placa da moto e forneceu à polícia. O veículo está registrado em nome da própria Uliana e estava de posse de seu ex-marido.

Depois de praticar o crime, ele teria ligado para um ex-cunhado perguntando o estado de saúde da vítima e também fazendo ameaças.

O casal, que tem um filho de 1 ano e seis meses está separado desde o nascimento da criança. Segundo familiares, já havia histórico de violência doméstica mas não há registro na polícia.

Júlio César está foragido, mas a polícia segue em diligências na tentativa de encontrá-lo. As investigações seguirão a cargo da 5ª delegacia e assim que for preso, Júlio César será indiciado por homicídio doloso.

Jornal Midiamax