Geral

Mulher é amarrada e violentada em frente ao marido em uma van em AL

O que deveria ser uma simples viagem de Maceió até a cidade de Arapiraca terminou em tragédia em pleno feriado de Carnaval, nas imediações do município de Limoeiro de Anadia, quando homens armados fingiram ser passageiros, invadiram o veículo e anunciaram um assalto. Não satisfeitos, os bandidos ainda estupraram um mulher em frente ao seu […]

Arquivo Publicado em 03/03/2014, às 18h58

None
1803253021.jpg

O que deveria ser uma simples viagem de Maceió até a cidade de Arapiraca terminou em tragédia em pleno feriado de Carnaval, nas imediações do município de Limoeiro de Anadia, quando homens armados fingiram ser passageiros, invadiram o veículo e anunciaram um assalto. Não satisfeitos, os bandidos ainda estupraram um mulher em frente ao seu esposo, e a deixaram amarrada, junto aos outros passageiros em uma estrada deserta.

As informações foram confirmadas por militares do 3º Batalhão ao TNH1 na manhã desta segunda-feira (3), e dão conta que a violência ocorreu no Povoado Genipapo, zona rural de Limoeiro, com passageiros que utilizavam uma van que fazia transporte alternativo da Capital para o interior do Estado, na noite do último sábado.

Segundo relato de testemunhas uma dupla armada abordou os passageiros quando um dos passageiros pediu para descer no povoado, obrigando a todos tirarem suas roupas, exigindo pertences e dinheiro.

Segundo a polícia, os bandidos estupraram uma das passageiras, que teve sua identidade preservada, em frente ao seu marido, que , na mira das armas, não teve como reagir. Após cometer o crime, os assaltantes fugiram a pé através de uma plantação que margeia a rodovia.

Quando os militares chegaram ao local, encontraram os passageiros nus e amarrados ao lado da van.A mulher estuprada estava ferida e foi encaminhada para a Unidade de Emergência onde recebeu atendimento médico. As demais vítimas compareceram à Central de Flagrantes do Agreste para registrar a ocorrência.

A polícia ainda não prendeu nenhum suspeito de ter participado do crime.

Jornal Midiamax