Geral

Mulher diz que levou ‘mata-leão’ de dono de restaurante ao reclamar de lixo na calçada

Uma mulher de 26 anos procurou a Polícia Civil na manhã deste sábado (20) e relatou que teria sido agredida com um mata-leão pelo dono do restaurante japonês, do Centro de Campo Grande. A agressão aconteceu após a mulher reclamar de restos de peixes que estariam jogados no chão, próximo a lixeira do restaurante. Segundo […]

Arquivo Publicado em 20/09/2014, às 18h15

None
1328745313.jpg

Uma mulher de 26 anos procurou a Polícia Civil na manhã deste sábado (20) e relatou que teria sido agredida com um mata-leão pelo dono do restaurante japonês, do Centro de Campo Grande. A agressão aconteceu após a mulher reclamar de restos de peixes que estariam jogados no chão, próximo a lixeira do restaurante.


Segundo o boletim de ocorrência, a mulher passava pela rua, quando viu a lixeira com a porta aberta, exalando mau cheiro. Ela constatou que havia esqueletos, couros e cabeça de peixes e tirou uma foto no celular.


A vítima entrou no restaurante e perguntou pelo dono, mas os funcionários disseram que ele não estava. Do lado de fora, ela encontrou com o proprietário do restaurante. Ela falou que os restos de peixes espalhados não eram do restaurante, mas sim, do prédio dos fundos.


A mulher então informou que havia tirado fotos do local. Nesse momento, o dono teria dado um mata-leão na vítima, para tomar o aparelho celular. Após a confusão, o dono do restaurante foi embora.
O caso foi registrado como lesão corporal dolosa na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro de Campo Grande.

Jornal Midiamax