Geral

Mulher diz que foi estuprada pela segunda vez em dois meses e suspeito continua foragido

Uma mulher de 37 anos, assistente de serviços gerais, registrou um boletim de ocorrência na madrugada deste domingo (22), dizendo que foi estuprada por volta das 22h30 de ontem (21), quando caminhava no Parque dos Poderes em direção ao Cetremi (Centro de Triagem e Apoio ao Migrante), onde mora. Aos policiais, ela contou que um […]

Arquivo Publicado em 22/06/2014, às 11h17

None
802149334.jpg

Uma mulher de 37 anos, assistente de serviços gerais, registrou um boletim de ocorrência na madrugada deste domingo (22), dizendo que foi estuprada por volta das 22h30 de ontem (21), quando caminhava no Parque dos Poderes em direção ao Cetremi (Centro de Triagem e Apoio ao Migrante), onde mora.

Aos policiais, ela contou que um homem branco, magro, vestido com um casaco marrom, calça jeans, pilotando uma moto Honda Biz de cor azul a teria abordado na Avenida do Poeta e com um revólver teria levado-a para a mata fechada do parque e a estuprado.

A mulher foi socorrida pelos militares, que a levaram ao Posto 24h do Bairro Tiradentes, onde ela teria contado que há dois meses havia sofrido outro estupro e que já estaria tomando o coquetel anti-HIV. Porém a enfermeira que a atendeu disse aos policiais que não foi encontrado registro de que ela teria tomado.

A vítima foi orientada a realizar exame de corpo de delito, mas teria recusado a ir no Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal). A Polícia Militar realizou diligências no local do segundo estupro, mas não encontrou nenhum suspeito. Depois de registrar o boletim de ocorrência na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, ela foi liberada.




Jornal Midiamax