Geral

Mulher de Schumacher pede paz a jornalistas e assessora nega melhora

A mulher do ex-piloto Michael Schumacher, Corinna, pediu aos jornalistas que se retirem do Hospital de Grenoble, onde o alemão está internado desde o dia 29 de dezembro, quando o sofreu um acidente de esqui que causou lesões cerebrais no alemão, que está mantido em coma induzido. “Por favor, nos ajudem em nossa luta comum […]

Arquivo Publicado em 07/01/2014, às 10h39

None

A mulher do ex-piloto Michael Schumacher, Corinna, pediu aos jornalistas que se retirem do Hospital de Grenoble, onde o alemão está internado desde o dia 29 de dezembro, quando o sofreu um acidente de esqui que causou lesões cerebrais no alemão, que está mantido em coma induzido.


“Por favor, nos ajudem em nossa luta comum pela vida de Michael. É importante para mim que vocês se afastem dos médicos e do hospital, para que eles possam trabalhar em paz. Por favor, deixem a nossa família em paz”, disse Corinna em comunicado.


A assessora do ex-piloto Michael Schumacher, Sabine Kehm, disse que o heptacampeão mundial segue em estado crítico e ainda não está fora de perigo.


“Eu posso confirmar que a condição de Michael pode ser considerada estável, mas não posso dizer que ele está fora de perigo”, disse Sabine.


Na última segunda-feira, a agência AFP divulgou que Schumacher apresentou “ligeira melhora” em seu quadro clínico, embora ainda estivesse em estado crítico. O ex-piloto bateu a cabeça na queda de esqui no último dia 29 de dezembro.


Desde então, o caso de Schumacher tem sido marcado por poucas informações oficiais sobre as condições do heptacampeão mundial de F-1. Sabine já tinha ido a público na última semana para criticar a divulgação de notícias não oficiais sobre o ex-piloto.


“A intimidade do paciente exige que não detalhemos seu tratamento e é por isso que não planejamos novas entrevistas coletivas e nem a divulgação de comunicados escritos imediatamente. Pedimos insistentemente que se atenham às informações fornecidas pela equipe médica responsável ou pela sua equipe, porque são as únicas válidas”, disse a assessora, na última semana.

Jornal Midiamax