Geral

Mulher com problemas mentais é agredida em UPA do DF

Mulher com problemas mentais foi agredida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Samambaia, segundo pacientes que estavam no local. Um vídeo, divulgado por uma das pessoas que estavam no local, mostra uma mulher com necessidades especiais no chão. Segundo testemunhas, ela havia acabado de ser agredida por um vigilante. Na sequência, ela se levanta […]

Arquivo Publicado em 27/01/2014, às 13h26

None

Mulher com problemas mentais foi agredida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Samambaia, segundo pacientes que estavam no local. Um vídeo, divulgado por uma das pessoas que estavam no local, mostra uma mulher com necessidades especiais no chão.

Segundo testemunhas, ela havia acabado de ser agredida por um vigilante. Na sequência, ela se levanta do chão e é recebida com um copo de água no rosto por um vigilante. A mulher se afasta, parece estar em crise. Ela se retira e depois volta, dessa vez, ela quem joga água no vigilante.

Em seguida, ela vai ao balcão e é rendida por dois seguranças, que seguram os braços e a cabeça dela, enquanto um policial militar acompanha tudo. Ela é retirada do local.

As cenas foram registradas nesta sexta-feira (24), quando o local estava bastante movimentado. Segundo a denúncia, a confusão durou 30 minutos e depois de algemar a mulher, os seguranças chamaram os bombeiros que a levaram da unidade.

“Ela estava lá dentro e ele a retirou. Ela ficou xingando ele. Aí eles ficavam rindo e bateram nela duas vezes. Naquela hora jogou água.”

A Secretaria de Saúde informou que nada justifica a violência e que a denúncia será apurada. Segundo assessoria de imprensa do órgão, a paciente foi atendida e, em seguida, levada para o Hospital São Vicente de Paula.

Jornal Midiamax