Geral

MS tem menos de 17% dos estudantes nas universidades e 9,87% de analfabetos

A educação em Mato Grosso do Sul tem muito a avançar. Em 2013, do total da população, 9,87% com 15 anos ou mais são analfabetos. Na outra ponta, no universo dos estudantes, aqueles que buscam se especializar e avançar na educação, o índice não chega nem a 17%. Proporcionalmente, o número de analfabetos com mais […]

Arquivo Publicado em 18/09/2014, às 16h31

None

A educação em Mato Grosso do Sul tem muito a avançar. Em 2013, do total da população, 9,87% com 15 anos ou mais são analfabetos. Na outra ponta, no universo dos estudantes, aqueles que buscam se especializar e avançar na educação, o índice não chega nem a 17%.


Proporcionalmente, o número de analfabetos com mais de 15 anos no Estado foi maior que o índice nacional. No Brasil, foram registrados 13 milhões de analfabetos, ou seja, 8,3% do total de habitantes do País – contingente de pessoas que supera a população da cidade de São Paulo (11,8 milhões).


Na outra ponta da Educação, o número de estudantes que cursam o Ensino Superior, dentro do universo de quem frequenta os bancos escolares – incluindo creche, maternal e alfabetização de jovens e adultos – atinge 16,89%.


A curiosidade é a idade de quem está buscando se qualificar. O número dos universitários tem 30 anos ou mais (32,19%) é quase o mesmo de quem ingressa no Ensino Superior assim que conclui o Ensino Médio (45,20%) – considerando entre 18 e 24 anos.


Os dados são da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgada nesta quinta-feira (18), pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas).


A grande maioria dos estudantes está cursando o Ensino Fundamental. Eles representam 44,96%. Um número que chama a atenção é daqueles cuja idade não corresponde com grau de instrução, ou seja, quem tem acima de 16 anos e ainda está no nível fundamental. Ao todo são 28.714, totalizando 4,05% dos que frequentam os bancos escolares.


Nível Médio, etapa que antecede o curso universitário, representa 11,76% dos estudantes. Em relação à alfabetização de jovens e adultos, o índice é de 0,23%. O público deste grau de escolaridade é de pessoas acima de 30 anos.

Jornal Midiamax