Geral

MS é o 8º Estado do País em recolhimento de embalagens de agrotóxicos

Mato Grosso do Sul é o oitavo Estado do País em volume recolhido de embalagens vazias de defensivos agrícolas. A informação é do mais recente levantamento divulgado pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev), entidade que representa os fabricantes no sistema Campo Limpo, formado por agricultores, canais de distribuição e o poder público. […]

Arquivo Publicado em 20/06/2014, às 00h28

None

Mato Grosso do Sul é o oitavo Estado do País em volume recolhido de embalagens vazias de defensivos agrícolas. A informação é do mais recente levantamento divulgado pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev), entidade que representa os fabricantes no sistema Campo Limpo, formado por agricultores, canais de distribuição e o poder público.

Segundo o Inpev, entre janeiro e maio de 2014 foram recolhidas em todo o País 18.749 toneladas de recipientes de defensivos e desse total, 1.204 toneladas, o equivalente a 6,42%, foram em Mato Grosso do Sul. Apresentaram maiores volumes recolhidos que o Estado apenas: Mato Grosso (4.511 toneladas), Paraná (2.193 toneladas), São Paulo (2.178 toneladas), Goiás (1.935 toneladas), Rio Grande do Sul (1.856 toneladas), Minas Gerais (1.628 toneladas) e Bahia (1.584 toneladas).

Ainda conforme o instituto, a quantidade de recipientes de agrotóxicos recolhidos nos cinco primeiros meses deste ano em Mato Grosso do Sul apresenta um crescimento de 3,7% frente as 1.161 toneladas do mesmo período do ano passado. Em âmbito nacional, o crescimento percentual foi ainda maior, 8,8%.

Reciclagem

De acordo com o Inpev, 95% das embalagens vazias de defensivos agrícolas colocadas no mercado podem ser recicladas, desde que após o uso dos produtos que as contém passem pela lavagem correta (tríplice lavagem).

Os recipientes que não passaram pela tríplice lavagem e ainda os que não são laváveis são incinerados.

Jornal Midiamax