Geral

Morte de rapaz no Jardim Monte Alegre pode ter motivação passional

Moradores do Jardim Monte Alegre, região sul de Campo Grande, revelaram que uma das causas da morte de Alexandre Valério Marques, de 18 anos, seria o relacionamento com uma mulher. “Ele era um menino bom, trabalhava de padeiro e nas horas vagas fazia bico de auxiliar de pedreiro. Ele era esforçado e batalhador e sempre […]

Arquivo Publicado em 04/05/2014, às 13h11

None

Moradores do Jardim Monte Alegre, região sul de Campo Grande, revelaram que uma das causas da morte de Alexandre Valério Marques, de 18 anos, seria o relacionamento com uma mulher. “Ele era um menino bom, trabalhava de padeiro e nas horas vagas fazia bico de auxiliar de pedreiro. Ele era esforçado e batalhador e sempre procurava ficar longe de confusão”, explica um popular que prefere não se identificar. 

Os vizinhos da vítima acreditam que o rapaz tenha morrido por conta de um relacionamento com uma mulher. “O que a gente sabe é que ele não estava namorando, mas parece que tinha uma mulher afim dele e o marido ou ex dela, queria acertar contas com ele, mas ele era simpático com todos”, afirma. 
LEI DO SILÊNCIO 
No bairro, a “Lei do Silêncio” impera, pois todos têm medo de represália. “Assim como o Alexandre foi morto covardemente, com um tiro na nunca, ou seja, pelas costas, a gente também tem medo, temos família pra cuidar e é por isso que ninguém quer se comprometer”, frisa outro morador. 
No momento do atentado, alguns amigos de Alexandre chegaram a ouvir os disparos. “Aqui não tem iluminação, sabemos que tinha em torno de quatro ou cinco motos que efetuaram estes tiros, mas quem estava na moto? Isso ninguém sabe. Até porque, na hora do tiro, todo mundo virou fumaça”, revela. 
Amigos do rapaz contaram que a morte de Alexandre e o atentado contra a vida do amigo, apenas identificado como “Mairon”, foi à quadra da casa de ambos, que são vizinhos, e quase em frente à casa de amigos, onde eles já estavam conversando, mas que saíram para comprar bebidas.
Jornal Midiamax