Geral

Moradores reclamam da escolha de diretoria em Associação de Moradores do Lageado

Moradores do bairro Lageado, região oeste de Campo Grande, reclamam do processo que escolheu a nova diretoria da Associação dos Moradores. Segundo um dos residentes, que preferiu não se identificar, foi feita uma reunião em janeiro entre seis pessoas e escolheram o filho do ex-presidente do bairro para assumir o cargo. Ele disse que o […]

Arquivo Publicado em 28/04/2014, às 16h39

None

Moradores do bairro Lageado, região oeste de Campo Grande, reclamam do processo que escolheu a nova diretoria da Associação dos Moradores.

Segundo um dos residentes, que preferiu não se identificar, foi feita uma reunião em janeiro entre seis pessoas e escolheram o filho do ex-presidente do bairro para assumir o cargo. Ele disse que o mandato da antiga diretoria terminou em dezembro e que até agora nada foi feito pela atual para trazer benefícios para o bairro.

De acordo com os moradores, o novo presidente é filho do ex-presidente Nelson Naban, e que a escolha foi por causa da sua influência. “Porque o pai dele era o antigo presidente e tem influência na União Municipal das Associações de Moradores (Umam) o colocaram no cargo”, afirma um dos moradores.

Conforme a denúncia, não foi feita uma assembleia e nem edital convocando as chapas para participar do pleito. “Nós procuramos o 4º Ofício e não tinha nenhuma ata de convocação como exige a lei, nada estava cadastrado e a última que tinha era de 2011”, destaca.

Os moradores explicaram que procuraram a União Municipal das Associações de Moradores, mas foram informados que não poderiam dar detalhes e nem passar os dados sobre a eleição. “Como eles podem oficializar uma candidatura sendo que tinha mais duas chapas para concorrer, não foi justo com as demais. A Umam teria de convocar os moradores para a votação e não foi feito”, explica um dos residentes.

Outra reclamação é que o atual presidente, além de ser escolhido de forma não democrática, não é morador do bairro. “Como escolhem uma pessoa que nem morador do bairro é. Ele, ao invés de assumir o cargo, sumiu”, finaliza.

De acordo com o presidente da Umam, José Gondim dos Santos, a eleição ocorreu conforme os trâmites legais. Foi convocada uma assembleia e edital convocando a todos para as eleições.

Santos explicou que está tudo documentado como manda a lei e quem quiser mais informações sobre o pleito é só procurar a sede da Umam e solicitar os documentos sobre a eleição do Bairro Lageado.

Jornal Midiamax