Geral

Monje diz que corrupção financia bancos, empresário, políticos e se diz a favor da descriminalização do aborto

Antonio Monje do PSTU, diz que e em seu possível mandato, sua equipe é a favor da descentralização do poder, imediata demarcação das terras indígenas e a descriminalização do aborto. Segundo Monje, o Estado deve prestar contas e andar lado a lado com entidades filantrópicas e outras assistenciais. Além disso, segundo o socialista, é preciso […]

Arquivo Publicado em 19/09/2014, às 01h19

None
459387454.jpg

Antonio Monje do PSTU, diz que e em seu possível mandato, sua equipe é a favor da descentralização do poder, imediata demarcação das terras indígenas e a descriminalização do aborto. Segundo Monje, o Estado deve prestar contas e andar lado a lado com entidades filantrópicas e outras assistenciais.

Além disso, segundo o socialista, é preciso sobretaxar empresários e bancos e não permitir que haja desvios de recursos públicos que segundo ele financiam banqueiros, empresários e políticos. Monje também argumenta que é necessária a imediata demarcação das terras indígenas e a descriminalização do aborto.

Jornal Midiamax