Geral

Ministério Público Estadual instaura inquérito para proteger quatis do Parque dos Poderes

O Ministério Público Estadual instaurou um inquérito civil para apurar eventual armazenamento inadequado de resíduos sólidos na região do Parque dos Poderes. Os quatis têm livre acesso ao lixo e ficam expostos ao tráfego de veículos da região. A decisão foi publicada hoje em Diário Oficial. A 34ª Promotoria de Justiça da Comarca de Campo […]

Arquivo Publicado em 09/01/2014, às 12h05

None
1474544770.jpg

O Ministério Público Estadual instaurou um inquérito civil para apurar eventual armazenamento inadequado de resíduos sólidos na região do Parque dos Poderes. Os quatis têm livre acesso ao lixo e ficam expostos ao tráfego de veículos da região. A decisão foi publicada hoje em Diário Oficial.

A 34ª Promotoria de Justiça da Comarca de Campo Grande, Núcleo das Promotorias de Justiça do Pantanal e da Bacia do Paraná, apura a responsabilidade.

Sede dos Poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, do Comando-Geral da Polícia Militar, Ministério Público Estadual e da TV Brasil Pantanal, o Parque dos Poderes é abrigo de diversos animais como quatis, tatus e capivaras.

Os quatis vivem em bandos e têm hábitos diurnos. No caso dos bichos que moram na reserva do Parque dos Poderes, eles já estão acostumados com a presença das pessoas e frequentemente são vistos atravessando a rua e em frente aos órgãos públicos.

A investigação está a cargo do promotor de Justiça Eduardo Franco Cândia.

Jornal Midiamax