Geral

Militantes egípcios ameaçam atacar turistas que não saírem do país

O grupo militante Ansar Bayt al Maqdis alertou os turistas a deixarem o Egito “antes que seja tarde” e ameaçou atacar qualquer um que estiver no país depois de 20 de fevereiro. O grupo baseado no Sinai, que reivindicou a autoria de um ataque que matou dois turistas sul-coreanos e um egípcio no domingo (16), […]

Arquivo Publicado em 18/02/2014, às 11h27

None

O grupo militante Ansar Bayt al Maqdis alertou os turistas a deixarem o Egito “antes que seja tarde” e ameaçou atacar qualquer um que estiver no país depois de 20 de fevereiro.

O grupo baseado no Sinai, que reivindicou a autoria de um ataque que matou dois turistas sul-coreanos e um egípcio no domingo (16), na cidade de Taba, fez o comunicado em uma conta no Twitter.

Outras 14 pessoas ficaram feridas na explosão do ônibus, que vinha do Cairo ia atravessar a fronteira com Israel em direção à cidade de Eilat.

O veículo transportava cerca de 50 turistas e ficou completamente destruído.

Desde a derrubada do governo de Mohammed Mursi, em julho do ano passado, o Sinai registrou uma intensificação da atividade dos grupos extremistas, que enfrentam uma ampla ofensiva do exército contra suas posições.

Jornal Midiamax