Geral

Mensalão mineiro: Azeredo diz que é tão inocente quanto Lula

Depois de ver a Procuradoria-Geral da República (PGR) pedir a sua prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro na ação penal que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) conhecida como mensalão tucano, o ex-governador e deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG) disse ser tão inocente no caso quanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da […]

Arquivo Publicado em 10/02/2014, às 14h06

None

Depois de ver a Procuradoria-Geral da República (PGR) pedir a sua prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro na ação penal que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) conhecida como mensalão tucano, o ex-governador e deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG) disse ser tão inocente no caso quanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no mensalão petista. Azeredo afirmou que sua situação é semelhante à de Lula e que não pode ser responsabilizado pelos desvios em empresas estatais durante sua campanha de reeleição em Minas Gerais, em 1998, de acordo com informações.


O deputado afirmou que não autorizou os repasses que alimentaram o caixa de sua campanha eleitoral, além de acreditar que a PGR não levou em consideração as provas do processo. Para Azeredo, Lula não deveria ter sido penalizado no mensalão petista, assim como ele não deve ser envolvido no chamado mensalão tucano. Segundo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o ex-governador mineiro teve um papel “equivalente” ao do ex-ministro José Dirceu no mensalão petista. A defesa de Azeredo terá 15 dias para entregar suas alegações finais no processo.

Jornal Midiamax