Geral

Menores pagaram ‘vintão’ em Gol roubado porque ‘gostam de dar rolê de carro’

Os quatro menores que foram apreendidos com o gol roubado da secretária Gilsa Farias Pereira de Jesus, na tarde de domingo (9), na Rua Caravela no bairro Campina Verde, afirmaram que pagaram “vintão” (R$ 20) pelo automóvel porque queriam dar umas voltas com o carro. Os menores de 13, 14, 16 e 17 anos estavam […]

Arquivo Publicado em 10/03/2014, às 12h52

None
717375335.jpg

Os quatro menores que foram apreendidos com o gol roubado da secretária Gilsa Farias Pereira de Jesus, na tarde de domingo (9), na Rua Caravela no bairro Campina Verde, afirmaram que pagaram “vintão” (R$ 20) pelo automóvel porque queriam dar umas voltas com o carro.

Os menores de 13, 14, 16 e 17 anos estavam pela manhã na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário-Depac Piratininga e demonstravam não se importar muito com a situação. Três deles já têm passagens pela delegacia. O único “novato”, era o de 13 anos.

O mais velho deles, de 17 anos, apelidado pelos policiais de “Foguinho”, era o mais falante e parecia estar deslumbrado pelo assédio da imprensa.

Segundo ele um homem chegou com o carro na Vila Nhá-Nhá e afirmou que queria comprar droga mas que não tinha dinheiro. “Os caras sempre aparecem no bairro querendo comprar droga e a gente aproveita. Eu dei vintão pra ele e ele entregou a chave do carro. Como não tinha ligação direta pensei que era dele. Eu peguei o carro para dar um rolezinho”. O adolescente convidou os três amigos e foi dar uma voltas pela Avenida Afonso Pena.

“Foguinho”, é velho conhecido da polícia. “Na semana passada eu já estive na delegacia com uma moto que era roubada também”, afirmou. “Eu gosto de andar de carro e de moto.Sei dirigir e pilotar e as meninas piram quando a gente passa”, afirmou.

Ele disse ainda que somente foi pego pela polícia porque deu bobeira. “Eu me empolguei e comecei a cantar pneu. Eles escutaram e foram atrás de nós. Tentei escapar, mas como eles atiraram achei melhor parar”, afirmou.

O garoto já tem registro de roubo, porte de arma, receptação, tráfico e roubo.

Jornal Midiamax