Geral

Marun alfineta tucanos sobre aliança com PT em MS e a diz que comportamento é surreal

O deputado estadual Carlos Marun (PMDB) alfinetou os tucanos sobre aliança com PT quando o petista Pedro Kemp subiu à tribuna, na manhã desta terça-feira (15), para falar sobre a evolução dos programas sociais do governo do PT. O peemedebista o comportamento dos deputados do PSDB de surreal. “É uma aliança surreal. Nem numa reunião […]

Arquivo Publicado em 15/04/2014, às 15h45

None
2003961028.jpg

O deputado estadual Carlos Marun (PMDB) alfinetou os tucanos sobre aliança com PT quando o petista Pedro Kemp subiu à tribuna, na manhã desta terça-feira (15), para falar sobre a evolução dos programas sociais do governo do PT. O peemedebista o comportamento dos deputados do PSDB de surreal.

“É uma aliança surreal. Nem numa reunião do diretório do PT a Dilma é tão elogiada. Há aqueles que preferem o Lula. Mas aqui na Assembleia os tucanos nem se manifestam contra o governo que são oposição”, afirmou Marun.

O peemedebista chegou a brincar no corredor, chamando os deputados do PSDB para se manifestarem. Neste momento, Onevan de Matos (PSDB) deixou o plenário e Dione Hashioka (PSDB) assumiu a presidência da Mesa. O terceiro integrante da bancada, Márcio Monteiro, não estava presente.

Depois da exposição de Marun, Pedro Kemp declarou ser contrário à aliança PT-PSDB no Estado. “Tem que ter posição política definida, para não fazer balaio na eleição. Na democracia tem que ter oposição, confrontar as idéias. Sou contra a aliança com partido de oposição a Dilma. Obedeço às resoluções”, ressaltou o petista.

O deputado Zé Teixeira (DEM) pediu a palavra para criticar o posicionamento do PMDB. Ele é de partido de oposição à presidente Dilma Rousseff. “O PMDB ser vice da Dilma e apoiar em Mato Grosso do Sul o (Geraldo) Alckimin ou Aécio (Neves) é tranquilo? Não é esdrúxulo?”, questionou.
O democrata também disse que a política no Estado está sendo feita com pessoas e não partidos. “Zé Teixeira não fala pelo DEM, fala pelo Zé Teixeira que está conversando com Delcídio”, pontuou. O senador Delcídio do Amaral é o pré-candidato ao governo do PT.

Cabo Almi (PT) também interferiu no debate e disse que o momento é de conversa com todos os pré-candidatos. “Todo mundo está conversando com todo mundo. Isto é um reflexo de falta de alinhamento nacional”, considerou.

Com pouco tempo para encerrar sua fala, Kemp voltou ao assunto que o levou à tribuna. Segundo ele, o Brasil de Lula foi considerado um exemplo de luta contra as desigualdades sociais, no 7º Fórum Mundial de Cidades, realizado na Colômbia.

Jornal Midiamax