Geral

Mario Cesar ‘orienta’ Gilmar Olarte a não negociar preço do prédio da Câmara

A uma semana da desocupação, o presidente da Câmara, Mario Cesar (PMDB), permanece confiante de que os vereadores permanecerão no mesmo prédio e disse que o prefeito Gilmar Olarte não deve negociar o valor da desapropriação com a Haddad Engenheiros Ltda., proprietária do imóvel da Avenida Ricardo Brandão. O prazo final é o dia 24 […]

Arquivo Publicado em 16/04/2014, às 15h09

None
2119348343.jpg

A uma semana da desocupação, o presidente da Câmara, Mario Cesar (PMDB), permanece confiante de que os vereadores permanecerão no mesmo prédio e disse que o prefeito Gilmar Olarte não deve negociar o valor da desapropriação com a Haddad Engenheiros Ltda., proprietária do imóvel da Avenida Ricardo Brandão. O prazo final é o dia 24 de abril.

Na opinião do vereador, “o dono vai querer supervalorizar” o prédio de 3.097 m² de área construída. Segundo ele, a Haddad estaria querendo R$ 30 milhões, mas a avaliação para pagamento de aluguel seria de apenas R$ 7 milhões.

“Tem que usar o bom senso, até porque ele aceitou pagar o IPTU sobre aquele valor. Agora, se tiver distorção entre o valor de mercado e do IPTU, tem que corrigir, mas o valor está muito aquém do que eles pedem”, ponderou o vereador.

Mario Cesar disse ainda que a desapropriação, na maioria das vezes, é feita sem a concordância do proprietário do imóvel. Ele lembrou também que o prédio foi construído já com as características da Câmara para abrigar os vereadores. “Ele já tem formatação pública”, destacou.

Jornal Midiamax