Geral

Manifestantes detidos em protesto contra a Copa são liberados em SP

Todos as pessoas detidas no protesto de sábado contra a realização da Copa do Mundo no Brasil foram liberadas até a manhã deste domingo, conforme a Secretaria de Segurança Pública. O ato, que começou na Praça da República, no centro da capital paulista, terminou com prisão de manifestantes e jornalistas e saldo de pelo menos […]

Arquivo Publicado em 23/02/2014, às 13h38

None

Todos as pessoas detidas no protesto de sábado contra a realização da Copa do Mundo no Brasil foram liberadas até a manhã deste domingo, conforme a Secretaria de Segurança Pública. O ato, que começou na Praça da República, no centro da capital paulista, terminou com prisão de manifestantes e jornalistas e saldo de pelo menos oito feridos, dentre os quais cinco policiais, dois manifestantes e um profissional de imprensa. Ao todo, 230 pessoas foram detidas e encaminhadas a distritos policiais da região central e dos Jardins – o maior número desde os protestos de junho do ano passado.


O ato teve início às 17h na Praça da República com palavras de ordem contra a realização do Mundial no Brasil – o jogo de abertura é em São Paulo, dia 12 de junho. De lá, perto das 18h, o grupo seguiu pela avenida Rio Branco e pela rua da Consolação.


Por volta das 19h de ontem, na rua Coronel Xavier de Toledo, tiveram início confronto e as primeiras prisões. A PM ainda reagiu com bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo para dispersar a multidão. Tiros de bala de borracha também foram efetuados.


No tumulto, o fotógrafo do Terra Bruno Santos teve o equipamento destruído por golpes de cassetete desferidos por policiais. Os golpes acertaram também suas costas. Santos caiu, torceu o pé e precisou ser encaminhado a um hospital. Um dos PMs feridos, uma mulher, teve um braço quebrado.

Jornal Midiamax