Geral

Mancha de petróleo em frente à costa da Malásia não é de avião desaparecido

A amostra procedente de uma mancha de petróleo encontrada em frente à costa da Malásia não pertence ao Boeing 777 da Malaysia Airlines que desapareceu no sábado, segundo os resultados das análises revelados nesta segunda-feira. “Este combustível não é utilizado nos aviões”, e sim nos barcos, declarou a porta-voz da polícia marítima da Malásia, Faridah […]

Arquivo Publicado em 10/03/2014, às 14h03

None

A amostra procedente de uma mancha de petróleo encontrada em frente à costa da Malásia não pertence ao Boeing 777 da Malaysia Airlines que desapareceu no sábado, segundo os resultados das análises revelados nesta segunda-feira.


“Este combustível não é utilizado nos aviões”, e sim nos barcos, declarou a porta-voz da polícia marítima da Malásia, Faridah Shuib.


A mancha foi vista a 185 km da costa oriental da Malásia, não muito distante do local onde os controladores de tráfego aéreo perderam o contato com a aeronave.


Mais de 48 horas depois de seu desaparecimento, o mistério continua sobre o destino do voo MH370 da companhia Malaysian Airlines entre Kuala Lumpur e Pequim com 227 passageiros de 14 nacionalidades, entre eles 153 chineses, e 12 tripulantes a bordo.

Jornal Midiamax