Geral

Malásia: naufrágio deixa 3 mortos e dezenas de desaparecidos

Pelo menos 60 pessoas sobreviveram ao naufrágio de uma embarcação que transportava 97 pessoas no litoral da Malásia, de acordo com informações desta quarta-feira da Agência Marítima do país. Três corpos foram encontrados, e 34 seguem desaparecidos. A embarcação transportava migrantes indonésios, que estariam tentando voltar para o seu país de forma ilegal, quando houve […]

Arquivo Publicado em 18/06/2014, às 13h59

None

Pelo menos 60 pessoas sobreviveram ao naufrágio de uma embarcação que transportava 97 pessoas no litoral da Malásia, de acordo com informações desta quarta-feira da Agência Marítima do país. Três corpos foram encontrados, e 34 seguem desaparecidos.


A embarcação transportava migrantes indonésios, que estariam tentando voltar para o seu país de forma ilegal, quando houve o incidente, no início da madrugada, a pouco menos de 4 quilômetros da costa, no Estreito de Malaca.


Um navio e diversos barcos foram enviados ao local para auxiliar no resgate aos sobreviventes. Ainda não há informações sobre o que pode ter causado o naufrágio, mas fontes policiais citadas pelo jornal The Star afirmaram que a embarcação afundou por causa de um vazamento.


A polícia disse que o barco não possuía equipamentos de segurança, como coletes salva-vidas, mas as equipes de resgate ainda esperavam encontrar mais sobreviventes.


“É provável que os sobreviventes tenham nadado até a costa e se escondido, já que eles não estão legalmente aqui, disse Mohammed Hambali Yaakup, chefe local de operações da agência malaia responsável pela área.


Humbali disse não ter como confirmar informações de que uma gangue de contrabandistas estava envolvida com o barco. Todos os 60 sobreviventes foram presos com base na lei malaia de imigração.


Milhares de indonésios trabalham ilegalmente em plantações e indústrias na Malásia, e muitas vezes se aventuram em perigosas jornadas para retornar ao seu país. A Malásia, terceira economia do sudeste asiático, atrai trabalhadores dos vizinhos pobres como Indonésia, Bangladesh e Myanmar.

Jornal Midiamax