Geral

Mais um caso: mulher mata o filho com suspeita de câncer e comete suicídio em MS

Segunda ocorrência nesta semana de criança assassinada pela própria mãe em Mato Grosso do Sul, o caso chocou mais uma cidade no interior. A mulher matou o filho de 12 anos na véspera de uma viagem a Campo Grande para confirmar diagnóstico de tumor.

Arquivo Publicado em 11/06/2014, às 21h11

None

Segunda ocorrência nesta semana de criança assassinada pela própria mãe em Mato Grosso do Sul, o caso chocou mais uma cidade no interior. A mulher matou o filho de 12 anos na véspera de uma viagem a Campo Grande para confirmar diagnóstico de tumor.

Mulher de 33 anos matou o filho de 12 anos e se suicidou nesta quarta-feira (11), em São Gabriel do Oeste, a 133 quilômetros de Campo Grande.


De acordo com o site Edição de Notícias, Ana Maria Mota Ramos Filha teria enforcado o menino com um fio, pegou um botijão de gás, se trancou no quarto com a criança. Ela abriu o botijão e em seguida, cortou os próprios pulsos. Porém, segundo os peritos, os dois teriam morrido pela inalação do gás.


Conforme a Polícia Civil, o pai teria chegado a casa, por volta das 8 horas, após o trabalho e encontrou a mulher e o filho mortos.


A criança estaria com um tumor e a família viajaria para Campo Grande na tarde desta quarta-feira, onde saberiam o resultado do exame que apontaria se o menino estava com câncer.


Mortes


Este é o segundo caso de filho morto pela mãe, que em seguida, se suicida nesta semana, em Mato Grosso do Sul. Na terça-feira (10), Luzia Marques de Souza Cavalcante, de 38 anos, matou uma filha de 14 anos e feriu a outra, de 8 anos. O caso aconteceu em Paranaíba, a 413 quilômetros de Campo Grande.


A menina de 14 anos, foi atingida no pescoço com um facão e ainda ajudou a irmã a pedir socorro para vizinhos, mas morreu antes da chegada do Corpo de Bombeiros.


Luzia se enforcou com o cabo elétrico do secador de cabelo. Ela morava na casa com as duas filhas e o marido, que estava trabalhando no momento do crime.


Na casa da família, os policiais encontraram Luzia enforcada em uma janela. Ela deixou uma carta para o marido antes de morrer, orientando sobre o que o homem deveria fazer com a moto do casal e sobre o pagamento de algumas despesas, dizendo que ‘agora ele estaria livre dela e das filhas’.



Jornal Midiamax