Geral

Mãe acusa companheiro de abusar da filha de 3 anos em MS

Aguinaldo de Lima, de 43 anos, foi preso ontem (20), acusado de abusar sexualmente de sua enteada de 3 anos em Caarapó – a 273 quilômetros de Campo Grande. De acordo com o delegado Benjamin Lax, uma mulher que não teve a identidade revelada, foi até a delegacia para denunciar que seu companheiro havia abusado […]

Arquivo Publicado em 21/03/2014, às 15h24

None

Aguinaldo de Lima, de 43 anos, foi preso ontem (20), acusado de abusar sexualmente de sua enteada de 3 anos em Caarapó – a 273 quilômetros de Campo Grande.


De acordo com o delegado Benjamin Lax, uma mulher que não teve a identidade revelada, foi até a delegacia para denunciar que seu companheiro havia abusado da sua filha na noite de quarta-feira.


Ela contou que teve um atrito com a proprietária da quitinete onde mora e que por conta disso teve que ir até a Delegacia de Polícia para registrar um boletim de ocorrência. Quando chegou em casa, a menina pediu para ir ao banheiro e a mãe percebeu que tinha sangue em sua parte íntima. Ao ser questionada, a criança contou à mãe que foi o padrasto que tinha feito aquilo com ela.


A mulher disse que antes do ocorrido, o acusado estava agressivo e que inclusive havia batido nela, dando socos, chutes e puxões de cabelos. Ele também tentou golpeá-la com uma tábua de cortar carne e uma faca. Ela disse ainda que o caso só não foi mais grave porque ele estava bêbado.


A mulher contou que ele não deixou que ela saísse de casa, mas logo pela manhã pegou a filha e saiu sem ele perceber para procurar a polícia.


Logo após a denúncia, os policiais se deslocaram até ao local e encontraram o homem já acordado. Ao ser interrogado Lima negou o acontecido. Apesar disso, diante das evidências, ele foi preso em flagrante. O delegado disse ainda que o acusado já tem um histórico negativo, tendo recentemente cortado o rosto da própria mãe com um ‘caco’ de vidro, além de cometer outras agressões físicas contra ela.


A criança foi encaminhada para perícia médica e Aguinaldo Lima vai responder por tentativa de homicídio qualificado, estupro de vulnerável, ameaças e injúria. (Com informações Caarapó News)

Jornal Midiamax