Geral

Ladrão usa chip furtado para selfie, e amigos de vítimas recebem a foto

Ashley Keast, 25, foi preso após enviar fotos via WhatsApp, por acidente, aos amigos das vítimas que ele furtou. Condenado, ele cumprirá pena de dois anos e oito meses de prisão. Em setembro de 2013, Keast invadiu a residência de um casal em Rotherham, Inglaterra, furtando um carro da marca Audi, um relógio, diversas joias […]

Arquivo Publicado em 20/03/2014, às 14h47

None
1480142988.jpg

Ashley Keast, 25, foi preso após enviar fotos via WhatsApp, por acidente, aos amigos das vítimas que ele furtou. Condenado, ele cumprirá pena de dois anos e oito meses de prisão.


Em setembro de 2013, Keast invadiu a residência de um casal em Rotherham, Inglaterra, furtando um carro da marca Audi, um relógio, diversas joias e também um chip SIM para celulares.


Após o crime, ele usou esse cartão para enviar autorretratos (selfies) via aplicativo WhatsApp.


Como o programa utiliza os contatos armazenados no chip, as imagens foram enviadas para amigos das vítimas. Eles o denunciaram a polícia, e Keast e seu comparsa foram presos no dia seguinte à invasão, segundo o “The Telegraph”.


O Audi foi encontrado batido, e o relógio foi apreendido pela polícia na casa do criminoso. O parceiro de Keast, Anthony Hunt, 27, ficará preso por um ano e seis meses.

Jornal Midiamax