Geral

Julgamento de prefeita que teria trocado voto por laqueadura é adiado novamente

Foi novamente adiado o julgamento da prefeita de Miranda, Marlene Bossay (PMDB) pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), que foi acusada de supostamente ter oferecido cirurgias de laqueadura em troca de votos nas eleições de 2012. O primeiro julgamento estava marcado para o dia 22 deste mês e foi adiado para […]

Arquivo Publicado em 28/04/2014, às 20h40

None

Foi novamente adiado o julgamento da prefeita de Miranda, Marlene Bossay (PMDB) pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), que foi acusada de supostamente ter oferecido cirurgias de laqueadura em troca de votos nas eleições de 2012.

O primeiro julgamento estava marcado para o dia 22 deste mês e foi adiado para esta segunda-feira (28) após pedido de vista do relator Heraldo Garcia Vitta. Segundo a assessoria do TRE-MS, hoje o julgamento foi adiado porque o juiz do caso faltou. A nova data está prevista para amanhã.

Além da cirurgia, Marlene e seu vice Celso Moraes de Souza, também teriam oferecido enxoval e cesta básica a uma eleitora por intermédio de Valdecir Gomes Dias.

Valdecir foi um dos colaboradores na campanha da prefeita e teve uma conversa gravada entregue à Justiça. Na gravação mostra ele oferecendo benefícios em troca de voto, em nome da prefeita Marlene.

Jornal Midiamax