Geral

Jovens iranianos são condenados a prisão e chicotadas por dançar ‘Happy’

Os seis jovens que participaram de um vídeo dançando ao som de “Happy”, música do americano Pharrell Williams, foram sentenciados a seis meses de prisão e 91 chicotadas cada um, por “participar da produção de um vídeo vulgar”, conforme classificou um tribunal iraniano. De acordo com a publicação desta quinta-feira (18) do site da ONG […]

Arquivo Publicado em 18/09/2014, às 19h47

None

Os seis jovens que participaram de um vídeo dançando ao som de “Happy”, música do americano Pharrell Williams, foram sentenciados a seis meses de prisão e 91 chicotadas cada um, por “participar da produção de um vídeo vulgar”, conforme classificou um tribunal iraniano.

De acordo com a publicação desta quinta-feira (18) do site da ONG International Campaign for Human Rights in Iran ( Campanha Internacional de Direitos Humanos no Irã), com sede nos Estados Unidos, os jovens foram julgados também por manter entre eles “relações ilícitas”.

Para a justiça iraniana as imagens representam uma violação no código de comportamento islâmico. No vídeo, três garotas aparecem dançando com as cabeças descobertas pelo véu islâmico, o que no país é considerado um atentado à lei.

Contradições no Irã

Em junho de 2013, a polícia iraniana não impediu que milhões saíssem as ruas, dançando e cantando durante horas para festejar a classificação da equipe nacional para a Copa do Mundo do Brasil. Naquele momento, o líder supremo do Irã Ali Khamenei, também agradeceu à seleção de futebol por dar “felicidade” aos iranianos.

De acordo com um diplomata ocidental radicado em Teerã que pediu para não ser identificado, a rápida detenção dos jovens que dançavam no vídeo é uma mensagem de compreensão para a juventude. “O regime mostra que é capaz de entender a juventude que precisa mostrar alegria”, considerou.

Jornal Midiamax