Geral

Itália anuncia criação de mão biônica sensível

A Itália anunciou o desenvolvimento de uma mão biônica com uma sensibilidade próxima ao natural, fato até agora nunca alcançado pelos cientistas. A mão biônica permite ao usuário que sinta e reconheça os objetos que toca, voltando a ter o sentido do tato. O projeto foi coordenado pelo médico italiano Silvestro Micera, do Politécnico de […]

Arquivo Publicado em 07/02/2014, às 14h34

None

A Itália anunciou o desenvolvimento de uma mão biônica com uma sensibilidade próxima ao natural, fato até agora nunca alcançado pelos cientistas.


A mão biônica permite ao usuário que sinta e reconheça os objetos que toca, voltando a ter o sentido do tato.


O projeto foi coordenado pelo médico italiano Silvestro Micera, do Politécnico de Losanna e foi desenvolvido em grande parte na Itália pela Escola Superior Sant’Anna de Pisa. A ministra italiana da Educação, Universidade e da Pesquisa, Maria Chiara Carrozza comemorou o resultado do projeto testado na Itália.


“O importante é a determinação e o trabalho em eqipe, este é o fruto do trabalho de muitas pessoas, de muitos jovens doutorandos é um projeto interdisciplinar. O objetivo final é ajudar pessoas amputadas, tem a finalidade de ajudar os desabilitados”, afirmou Carrozza.


A ministra disse estar muito envolvida com o resultado “porque trabalhou a vida toda neste setor. São resultados importantes que querem retomar as ligações das mãos artificiais, em geral próteses, com o cérebro. O tato é um dos sentidos mais importantes neste caso”.


O resultado da parceria internacional européia chamada “LifeHand2” foi publicado na revista medica Sience Traslational Medicine.

Jornal Midiamax