Geral

Irregular: faixa ‘gigante’ de candidatos é flagrada e assessorias divergem na explicação

Uma faixa do candidato ao governo, Nelsinho Trad, ao Senado, Simone Tebet, a deputado federal, Fabio Trad, e a estadual, Marquinhos Trad, todos do PMDB, acima do tamanho permitido por lei foi flagrada em cerca de residência na Avenida Manoel da Costa Lima. As assessorias dos candidatos da majoritária divergiram na justificativa, mas prometem tomar […]

Arquivo Publicado em 03/10/2014, às 14h28

None
1125585573.jpg

Uma faixa do candidato ao governo, Nelsinho Trad, ao Senado, Simone Tebet, a deputado federal, Fabio Trad, e a estadual, Marquinhos Trad, todos do PMDB, acima do tamanho permitido por lei foi flagrada em cerca de residência na Avenida Manoel da Costa Lima. As assessorias dos candidatos da majoritária divergiram na justificativa, mas prometem tomar as providências.


Segundo o art. 12 da lei 9.504/97, “em bens particulares, independe de obtenção de licença municipal e de autorização da Justiça Eleitoral a veiculação de propaganda eleitoral por meio da fixação de faixas, placas, cartazes, pinturas ou inscrições, desde que não excedam a 4 metros quadrados e não contrariem a legislação eleitoral”.


O material publicitário fixado na cerca de uma residência onde reside o cabo eleitoral do PMDB, Marcelo Silva Correia. A mãe dele, Aparecida Silva Correia, disse que o filho levou o material há dois dias e pendurou. Com a ventania desta madrugada, a faixa acabou se soltando.


O flagra foi feito por um leitor do Jornal Midiamax que enviou a foto via WhatsApp. Logo após o contato com as assessorias dos candidatos, na manhã desta sexta-feira (3), uma equipe do Nelsinho foi ao local retirou o material. Segundo a assessoria, “esse material não foi feito pelo candidato a governador Nelson Trad Filho”. “Não é da responsabilidade da Coligação majoritária ‘MS Cada Vez Melhor’”, afirmou em nota.


A assessoria de Simone Tebet mandou uma nota alegando que “a faixa deve ser de algum painel de comitê interno e que algum cabo eleitoral se equivocou e colocou na avenida sem a autorização da coordenação da campanha”.


O deputado Fabio Trad também afirmou que a utilização da faixa acima do tamanho permitido foi “equívoco de um voluntário desavisado”. A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com o deputado Marquinhos que não retornou às ligações.


Apesar da divergência, as assessorias e o parlamentar garantiram que vai identificar o responsável e serão tomadas as providências necessárias. “Não concordamos com qualquer tipo de ato que venha infringir a lei”, ressaltaram.


A penalidade prevista em lei é de multa que varia de R$ 2 a R$ 8 mil se não remover o material depois de 48 horas da notificação. Neste caso, a faixa foi retirada após denúncia do Jornal Midiamax.



WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax


O leitor enviou as imagens ao WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax