Geral

Iraque:decola primeiro avião britânico com ajuda humanitária para refugiados

Um avião da Força Aérea do Reino Unido (RAF) decolou neste sábado da base de Brize Norton com a primeira carga de provisões para os iraquianos refugiados no norte do país perante o avanço da ofensiva dos extremistas islâmicos, informaram hoje fontes oficiais. O aparelho, um Lockheed C-130 Hercules, deve lançar desde o ar durante […]

Arquivo Publicado em 09/08/2014, às 14h07

None

Um avião da Força Aérea do Reino Unido (RAF) decolou neste sábado da base de Brize Norton com a primeira carga de provisões para os iraquianos refugiados no norte do país perante o avanço da ofensiva dos extremistas islâmicos, informaram hoje fontes oficiais.


O aparelho, um Lockheed C-130 Hercules, deve lançar desde o ar durante o fim de semana a ajuda de emergência, que inclui água, alimentos e tendas de campanha e está destinada principalmente à minoria religiosa dos yazidis, refugiada na zona de Sinjar, ao noroeste do Iraque.


O ministro britânico de Relações Exteriores, Philip Hammond, se reunirá hoje com o comitê de emergência em Londres para analisar a situação na zona, após os Estados Unidos iniciarem ontem seus ataques “seletivos” a posições do Estado Islâmico (EI) com duas rodadas de bombardeios no norte do Iraque.


Embora o governo dirigido por David Cameron respalda a política de Washington, o líder conservador descartou se somar, por enquanto, aos esforços bélicos e optou por reforçar sua ajuda humanitária.


Após o envio hoje das primeiras provisões do pacote de ajuda, avaliado em 8 milhões de libras (10 milhões de euros), o Reino Unido fornecerá nos próximos dias contêineres reutilizáveis de filtragem de água, tendas de campanha e painéis solares para, por exemplo, recarregar telefones celulares.


Dessa verba, Londres destinará 3 milhões de libras (3,75 milhões de euros) a ONGs que trabalham no terreno com os refugiados no Iraque, enquanto o Comitê Internacional de Cruz Vermelha receberá 2,5 milhões de libras (3,13 milhões de euros).


A ministra britânica de Cooperação Internacional, Justine Greening, assegurou hoje que o “mundo está horrorizado pela brutal perseguição que sofrem grupos minoritários vulneráveis” no Iraque.


“Centenas de milhares de pessoas fugiram de suas casas e estamos extremamente preocupados com sua segurança”, declarou a ministra.

Jornal Midiamax