Geral

IPTU terá correção gradativa para Prefeitura recuperar receita perdida nos últimos dois anos

O secretario-adjunto da Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Controle (Seplanfic) Ivan Jorge revelou nesta quarta-feira (25), que o IPTU terá correção gradativa para que a Prefeitura de Campo Grande recupere a receita que perdeu nos últimos dois anos, que não houve reajuste. Segundo o secretário, atualmente a Prefeitura emite valor de IPTU com defasagem […]

Arquivo Publicado em 25/06/2014, às 18h57

None
1606282664.jpg

O secretario-adjunto da Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Controle (Seplanfic) Ivan Jorge revelou nesta quarta-feira (25), que o IPTU terá correção gradativa para que a Prefeitura de Campo Grande recupere a receita que perdeu nos últimos dois anos, que não houve reajuste.

Segundo o secretário, atualmente a Prefeitura emite valor de IPTU com defasagem de 50% do valor do imóvel real praticado pelo mercado.” A contar destes dois anos, é como se o IPTU estivesse 80% defasado do valor do mercado. O cidadão não pode pagar por tudo isso, por isso será feita a correção gradativa”, explica.

Ivan Jorge frisou que quando a lei de reajuste do IPTU for enviada para a Câmara, virá com correção maior. Empresa será contratada para levantar valores de mercado, para” analisar forma de sanar a defasagem, sem pesar muito para o contribuinte.

Perguntado quando acabaria a defasagem, o secretário declarou ser difícil mensurar. “Depende de aprovação dos vereados, mas vai demorar mais que um ano”, cravou.



Jornal Midiamax