Geral

Inri Cristo é notícia em jornal britânico: “Posso ser louco, mas não sou burro”

O jornal britânico “Daily Mail” publicou, em sua versão online, nesta terça-feira (7), um perfil de Inri Cristo, 65, que há 35 anos prega ser a reencarnação de Jesus Cristo. O jornal ressalta que Inri viajou por 27 países desde 1979 para espalhar sua palavra, e foi expulso dos EUA, do Reino Unido e da […]

Arquivo Publicado em 08/01/2014, às 15h03

None
1274586913.jpg

O jornal britânico “Daily Mail” publicou, em sua versão online, nesta terça-feira (7), um perfil de Inri Cristo, 65, que há 35 anos prega ser a reencarnação de Jesus Cristo. O jornal ressalta que Inri viajou por 27 países desde 1979 para espalhar sua palavra, e foi expulso dos EUA, do Reino Unido e da Venezuela devido a “seus pontos de vista controversos”.


Segundo o diário, sua visão pouco ortodoxa sobre capitalismo, aborto e até sobre o Natal causou sua detenção pela polícia mais de 40 vezes.


Apesar de ver a si mesmo como Jesus renascido, Inri conta que se recusa a celebrar o Natal dizendo que é apenas um dia em que “os ricos humilham os pobres”: “É um dia em que os filhos dos ricos podem mostrar os presentes que receberam enquanto as crianças pobres só recebem uma migalha”, disse ele ao jornal. “Por isso, é um dia muito triste para quem vê as coisas com os olhos que eu vejo”.


Segundo o “Daily Mail”, Inri tem “centenas de seguidores” de todo o mundo, incluindo Reino Unido e França. Alguns – a maioria mulheres – vive com ele em seu complexo eclesiástico na periferia de Brasília.


Sua vida peculiar levou a críticas dizendo que ele é doente mental – uma acusação que ele nega com firmeza. “Eu posso ser louco, mas não burro”, disse ele ao “Daily Mail”. “Loucura é diferente da demência. Ela é a mãe dos filósofos, dos profetas e dos inventores”.


Sua missão seria “preparar os eleitos, os sobreviventes do apocalipse nuclear que inevitavelmente acabará com este mundo caótico, para a formação de uma nova sociedade terrena, que vai se esforçar para cumprir a vontade do Criador”.

“Nova Jerusalém”


O diário britânico mostra ainda como vive atualmente Inri Cristo. Inri dirige sua própria igreja, a Soust (Suprema Ordem Universal da Santíssima Trindade), em um local que ele chama de “Nova Jerusalém”.


A maioria dos discípulos que vivem em sua igreja têm seguido Inri por décadas. A mais velha, Abevere, 86, o segue há 32 anos. A mais nova tem agora 24 anos e conheceu Inri quando tinha apenas dois anos de idade.


Inri Cristo disse ao jornal britânico que “há inúmeras pessoas espalhadas por todo o Brasil e pelo mundo cujos corações batem juntos com o seu”.


Inri diz que experimentou pela primeira vez a “revelação” de que era o Cristo reencarnado durante um jejum religioso em Santiago do Chile, em 1979. No entanto, segundo ele, desde a infância ouvia uma voz poderosa que falava em sua cabeça. Mas foi só em Santiago que Ele lhe disse: “Eu sou o seu pai. O Deus de Abraão, de Isaac e de Jacó”.


O jornal ainda explica o significado do nome Inri, sigla em latim que teria sido escrita na cruz durante a crucificação de Jesus, e que significa “Iesus Nazarenus, Rex Iudaeorum”, ou, em português, Jesus de Nazaré, Rei dos Judeus’.

Jornal Midiamax