Geral

Índice de famílias endividadas aumenta em Campo Grande

Em janeiro o índice de famílias campo-grandenses comprometidas com contas parceladas atingiu 72,1%, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O índice ficou 13% acima do mesmo período do ano passado e também superior ao de dezembro último, quando atingiu […]

Arquivo Publicado em 24/01/2014, às 12h18

None

Em janeiro o índice de famílias campo-grandenses comprometidas com contas parceladas atingiu 72,1%, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).


O índice ficou 13% acima do mesmo período do ano passado e também superior ao de dezembro último, quando atingiu 69,9%. “O aumento do índice de famílias com contas parceladas neste período já é esperado por conta das vendas de Natal e as promoções de início de ano. Muitas pessoas preferem parcelar as compras sem juros para pagar à vista e aproveitar descontos no IPTU e IPVA”, explica o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio MS), Edison Araújo.


De acordo com a pesquisa, entre as famílias com contas parceladas, 37% estão com parcelas em atraso e 13,1% afirmam que não terão condições de pagar, quando em dezembro os índices eram de 35,8% e 12,1%, respectivamente.


Em números absolutos, Campo Grande tem 178.847 famílias endividadas com contas como cheques pré-datados, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimo pessoal, prestações de carro e seguros.


Mais uma vez os cartões de crédito perderam espaço no principal tipo de dívida e representam 56,7%, já se aproximando do número de famílias que assumiram prestações nos carnês, 42,3%. O crédito pessoal representa 14,2%.

Jornal Midiamax