Geral

Império da Tijuca abre o 1º dia de desfiles do Grupo Especial do Rio

A Império da Tijuca abre os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro neste domingo (2) falando das raízes africanas da batucada brasileira com o enredo “Batuk”, do carnavalesco Júnior Pernambucano. A escola do Morro da Formiga deixou o Grupo de Acesso após 18 anos, quando foi vitoriosa com o […]

Arquivo Publicado em 02/03/2014, às 23h55

None

A Império da Tijuca abre os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro neste domingo (2) falando das raízes africanas da batucada brasileira com o enredo “Batuk”, do carnavalesco Júnior Pernambucano.

A escola do Morro da Formiga deixou o Grupo de Acesso após 18 anos, quando foi vitoriosa com o trabalho de Pernambucano. A Império da Tijuca desfila com 3.400 componentes, distribuídos em 31 alas e 7 carros alegóricos.

‘Vai tremer’

A bateria e o refrão fácil ajudaram a despertar a Sapucaí. “Vai tremer, o chão vai tremer”, diz a letra, que serve de isca para uma paradinha com percussão de instrumentos africanos.

A comissão de frente apostou na dança africana bem coreografada. Os dançarinos dançavam em volta do Exu.

O grupo era seguido por três casulos em forma de bambus amarrados. Em frente aos jurados, os casulos eram abertos e deles saíam integrantes fantasiados como os quatro elementos – água, ar, fogo e terra.

Trajetória de sucesso

Com 36 anos, Júnior Pernambucano é o carnavalesco mais jovem do Grupo Especial e carrega uma trajetória de sucesso. Venceu desfiles na cidade de Três Rios, onde morou, e estreou no Carnaval carioca em 2013.

O presidente da escola, Antônio Marcos Telles, o Tê, optou por manter o mesmo time que conquistou o Grupo de Acesso no carnaval passado. “Temos grandes profissionais que estão há bastante tempo na escola. Não tive necessidade de mexer em ninguém. Todos têm condições de pontuar no Grupo Especial”, afirmou.

Seguem no time a porta-bandeira Jaçanã, o intérprete Pixulé, o mestre de bateria Capoeira e o coreógrafo da comissão de frente, Júnior Scapin. Todos estarão no desfile do Grupo Especial pela primeira vez.

A segunda escola a desfilar será a Grande Rio. Em seguida virão São Clemente, Mangueira, Salgueiro e Beija-Flor.

Ficha técnica da Império da Tijuca

Samba-enredo: “Batuk”

Cores: Verde e Branco

Carnavalesco: Júnior Pernambucano

Fundação: 8 de dezembro de 1940

Presidente: Antonio Marcos Teles (Tê)

Mestre de Bateria: Capoeira (Antônio Martins)

Rainha de Bateria: Laynara Teles

Comissão de Frente: Júnior Scapin

Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Peixinho e Jaçanã Ribeiro

Componentes: 3.400

Alas: 31

Carros alegóricos: 7

Jornal Midiamax