A presidente substituta da EBSERH (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), Jeanne Liliane Marlene Michel, afirmou nesta sexta-feira (25), em Campo Grande que dos 65 leitos que estavam desativados 35 continuam sem funcionamento. Ao todo,a unidade possui 250 leitos hospitalares.

“Os 35 leitos estão fechados por conta de reformas, mas parte do problema já foi resolvida. Obtivemos autorização para aumentar o percentual de plantões, 40% a mais do que realizava no passado. Mas o hospital passa por uma fase de revitalização”, completou.

A EBSERH está responsável pela administração do HU desde dezembro de 2013 e pretende contratar 842 profissionais com o concurso público aberto este ano. Atualmente, a unidade hospitalar conta com aproximadamente 700 servidores. Com a chegada de novos funcionários, a direção pretende encerrar o contrato com empresa terceirizada, como a Servan Anestesiologia

“A contratação de terceirizados é ilegal pelo Tribunal de Contas da União. Pretendemos regularizar tudo isso e ter pessoas contratadas no hospital. Queremos que o hospital cresça, faça transplantes, se desenvolva e tenha um corpo próprio. É um hospital universitário, mas vocação dele é também de ser um centro formador”, detalhou Jeanne.

O concurso deve suprir a demanda do hospital, onde devem ser convocados, em sua maioria, médicos, enfermeiros e técnicos. As provas vão ocorrer no próximo dia 3 de agosto.