Geral

Homem que matou sobrinha da ex-mulher há 1 mês continua solto e família diz viver pesadelo

Há dois dias para completar um mês do assassinato de Mauryani Melgarejo, de 29 anos, a família dela clama por Justiça, já que o autor de dois disparos à queima roupa, Francisco Ubirajara Marques, de 52 anos, continua solto. Ele era ex-namorado da tia de Mauryani e inconformado com o fim do relacionamento ameaçou matar […]

Arquivo Publicado em 17/02/2014, às 18h26

None
1072365725.jpg

Há dois dias para completar um mês do assassinato de Mauryani Melgarejo, de 29 anos, a família dela clama por Justiça, já que o autor de dois disparos à queima roupa, Francisco Ubirajara Marques, de 52 anos, continua solto. Ele era ex-namorado da tia de Mauryani e inconformado com o fim do relacionamento ameaçou matar toda a família da tia.

“Estamos vivendo como presos, enquanto ele está solto. A família está destruída, temos medo que ele volte. Não posso nem conversar com a minha outra filha senão só choramos. Já passei informações para polícia e até agora nada”, lamenta Rosália Cristina Francisco, mãe de Mauryani.

O crime ocorreu no dia 19 de janeiro e uma filha de Mauryani, de cinco anos, presenciou a cena e se escondeu atrás de um armário para também não ser morta pelo ex-tio. “Se o outro filho de seis anos estivesse lá poderia ser morto. Eles choram muito pela falta da mãe. Agora colocamos cadeados por toda casa, os netos não podem brincar lá fora”, afirmou Rosália.

A avó disse que é a quarta vez que vai até à Delegacia da Mulher passar informações sobre Francisco. “Eles [a polícia] não acham ele porque não querem. Se ele não for preso esta semana, semana que vem eu vou fazer um protesto. Não desejo a ninguém a dor de perder um filho”, lamentou.

Mauryani estava em seu quitinete aos fundos de um restaurante na Rua Tembés, na Vila Jussara, em Campo Grande. Francisco chegou em uma moto Titan 125 e disparou contra ela à queima roupa e acertou-a com um tiro no rosto e um nas costas.

Jornal Midiamax