Geral

Homem que invadiu viatura da PM e foi morto a tiros tinha saído da cadeia em abril

Luciano Xavier de Oliveira de 33 anos, morador de Bataguassu, a 335 quilômetros de Campo Grande, tinha saído da cadeia do município no dia 23 de abril deste ano. De acordo com o site Jornal da Nova, Luciano tinha uma extensa ficha criminal. Ele tinha passagens por ameaça, tráfico de drogas, dano e porte ilegal de arma […]

Arquivo Publicado em 08/08/2014, às 12h24

None
368430459.jpg


De acordo com o site Jornal da Nova, Luciano tinha uma extensa ficha criminal. Ele tinha passagens por ameaça, tráfico de drogas, dano e porte ilegal de arma de fogo. Em abril, Luciano tentou matar seu irmão em Bataguassu após uma discussão.

Segundo a polícia, durante uma briga, Luciano sacou um revólver e apontou contra Valdir Xavier Moreira, de 29 anos, que conseguiu retirar a arma das mãos de seu irmão. Quando a Polícia Militar chegou, Valdir entregou o revólver calibre 38 com quatro munições intactas. Durante a revista os policiais ainda encontraram uma paradinha de crack no bolso da calça do autor do crime.

Luciano foi preso e foi encaminhado à delegacia, onde foi autuado em flagrante por ameaça, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e portar drogas para consumo pessoal.

O crime

Luciano foi morto na tarde de quinta-feira (7) após surtar, tomar a arma de um policial e atirar contra a guarnição na rotatória da MS-134, em Nova Andradina, a 297 quilômetros de Campo Grande. Um policial chegou a ser atingido no braço direito. Ele foi socorrido e encaminhado ao hospital.

O homem teria pulado em uma carroceria de um caminhão que trafegava pela MS-134, no anel viário, no sentido ao trevo. O motorista do veículo falou para ele descer, porém Luciano não obedeceu.

A Polícia Militar foi acionada e Oliveira foi retirado da carroceria. Em seguida o rapaz teria surtado, momento em que entrou na viatura e não quis sair. Quando os policiais tentavam retirá-lo, Luciano pegou a arma de um policial e disparou contra a guarnição de dentro da viatura.

Policiais revidaram e Luciano foi alvejado e morreu dentro do carro. As armas dos policiais foram apreendidas e serão periciadas. As investigações ficarão com o SIG (Serviço de Investigação Geral) da Polícia Civil. De acordo com o coronel Emerson Aparecido Carvalho, uma sindicância será instaurada para averiguar a conduta dos policiais envolvidos.



Jornal Midiamax