Geral

Há três dias, capivara transita em área residencial próxima ao centro de Campo Grande

Há pelo menos três dias, uma capivara tem transitado em uma área residencial da Vila Planalto, região central de Campo Grande. Populares denunciaram o caso ao Midiamax por meio do WhastApp, após perceber que ela estava perdida. “Estávamos em frente de casa, quando vi um vulto no domingo (10) a noite. De repente, as crianças […]

Arquivo Publicado em 12/08/2014, às 12h16

None
1715661286.jpg

Há pelo menos três dias, uma capivara tem transitado em uma área residencial da Vila Planalto, região central de Campo Grande. Populares denunciaram o caso ao Midiamax por meio do WhastApp, após perceber que ela estava perdida.


“Estávamos em frente de casa, quando vi um vulto no domingo (10) a noite. De repente, as crianças que estavam brincando na rua avisaram que era uma capivara e ela estava sem saber pra onde ir, pois aqui é uma área residencial”, explica dona de casa, Adiana da Conceição Souza.


Ela diz que ligou para a PMA (Polícia Militar Ambiental), mas foi avisada de que o animal voltaria para o seu habitat, já que nas proximididades há um córrego, porém no dia seguinte, a capivara ainda transitava pelo bairro.


“As crianças acuaram o animal em um terreno baldio e demos comida, pois a capivara estava com fome”, recorda a dona de casa. Foi alimentada com mandioca e água.


O militar aposentado, Rubens Gomes de Oliveira, que também é morador do local entrou em contato novamente no início desta semana com a PMA para que o animal fosse capturado, já que não tinha condições de retornar para o seu habitat. “Estamos no aguardo da captura desta capivara”, ressalta.


A equipe do Midiamax também entrou em contato com a PMA e fomos informados pela assessoria que há apenas uma viatura para fazer este tipo de atendimento, mas que uma equipe seria enviada hoje pela manhã.


“Campo Grande tem diversas áreas florestadas fragmentadas e é normal que a medida que vai crescendo a cidade, estes animais que estavam em sua fauna natural acabem invadindo a área residencial”, explica o major Queiroz.


Ele também explica como deve ser o procedimento quando um animal deste entra em área residencial. “A princípio é não interferir, pois ela vai voltar para seu habitat, é normal que ela se distancie da convivência do grupo por um período, porém caso ela não retorne, aí sim, a orientação é que entrem contato com a PMA para que façamos o resgate dela”, comenta.


WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax


O leitor enviou as imagens pelo WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.


Contato


O contato da PMA é (67) 3357-1500.

Jornal Midiamax