Guarda Municipal terá nova sede e centro de formação na avenida Costa e Silva

Paralelamente ao projeto de criação da Secretaria Municipal de Defesa Social e Prevenção ao Uso de Drogas, a Prefeitura de Campo Grande vai transferir a sede da Guarda Municipal para um prédio na Avenida Costa e Silva que abrigará também o centro de formação da corporação. Segundo o comandante da Guarda Municipal, coronel Jonys Cabrera […]
| 14/08/2014
- 00:33
Guarda Municipal terá nova sede e centro de formação na avenida Costa e Silva

Paralelamente ao projeto de criação da Secretaria Municipal de Defesa Social e Prevenção ao Uso de Drogas, a Prefeitura de Campo Grande vai transferir a sede da Guarda Municipal para um prédio na Avenida Costa e Silva que abrigará também o centro de formação da corporação. Segundo o comandante da Guarda Municipal, coronel Jonys Cabrera Lopes, será oferecido um curso de pós-graduação em segurança pública, uma das primeiras iniciativas do futuro centro de formação.

Atualmente, a Guarda Municipal tem 1.350 integrantes. A estrutura da futura Secretaria de Defesa Social, que além da Guarda, abrigará a Defesa de Civil, terá os mesmos 25 cargos hoje existentes na Coordenadoria Municipal de Segurança Pública.

Com recursos do Ministério da Justiça (R$ 690 mil), já foi iniciado o processo para seleção de 150 a 200 guardas municipais que atuarão armados. Foi aberto um edital e 500 guardas mostraram interesse de participar. Eles foram submetidos a uma prova escrita e restaram 250 que farão o teste de resistência física e passarão pelo teste-treinamento com 600 tiros. Os que tiverem melhor desempenho receberão habilitação. A partir daí, será necessário firmar um convênio com a Polícia Federal responsável pela concessão do porte de arma. Inicialmente, serão usados revólveres calibre 38, armamento cedido pela Polícia Militar. No orçamento de 2015 será incluída uma dotação para garantir a compra de armamento.

Em parceria com a Secretaria Municipal de Educação será montado um projeto de prevenção à violência, à venda e ao uso de drogas no entorno das escolas municipais e centros de educação infantil. A Semed vai adquirir câmeras para implantar o videomonitoramento em todas as unidades. Com isto, parte dos 400 guardas que hoje tiram serviço nas escolas será remanejada para atuar no serviço de ronda feito por motocicletas. Hoje, a guarda dispõe de 20 viaturas e 16 motocicletas. Esta frota também será empregada no monitoramento da área central, que contará com 22 câmeras.

Últimas notícias