Geral

Grupos rivais brigam na Coronel Antonino e mulher tem punhal cravado nas costas

Duas pessoas ficaram gravemente feridas e foram levadas para a Santa Casa. A autora do esfaqueamento tentou esconder o crime, mas apareceu na delegacia com as mãos sujas de sangue e foi presa em flagrante.

Arquivo Publicado em 09/02/2014, às 11h34

None
1285471991.jpg

Duas pessoas ficaram gravemente feridas e foram levadas para a Santa Casa. A autora do esfaqueamento tentou esconder o crime, mas apareceu na delegacia com as mãos sujas de sangue e foi presa em flagrante.

Uma confusão generalizada em uma conveniência na Avenida Coronel Antonino, terminou com três pessoas presas por tentativa de homicídio e uma mulher encaminhada para a Santa Casa ainda com um punhal cravado nas costas na madrugada deste domingo (9), por volta das 2h40.

Segundo a polícia, várias pessoas estavam na conveniência quando começou uma briga entre dois grupos. Em determinado momento, cinco pessoas saíram em um Fiat Elba e retornaram em seguida portando facas e punhal.

Depois de nova discussão, uma mulher de 28 anos de idade foi atingida com um golpe de punhal nas costas e caiu.

Logo depois um homem de 36 anos saiu correndo atrás de outro e também  e o acertou no braço. Policiais do 9º Batalhão, do pelotão da Vila Margarida, foram acionados e quando chegaram ao local populares já haviam detido dois dos envolvidos.

Uma das detidas, uma auxiliar de cozinha de 27 anos, assumiu a autoria dos golpes contra a mulher e afirmou que ela tinha a intenção de matá-la, não especificando os motivos. No entanto, testemunhas afirmaram que ela estava mentindo e que autora seria outra mulher.

Mesmo assim, todos os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro.

Quando estava sendo feito o boletim de ocorrência,compareceu à delegacia outra mulher de 27 anos querendo informações sobre os detidos. Ela foi reconhecida por um homem como  a verdadeira autora dos golpes contra a mulher.

Ao ser abordada, policiais perceberam que ela estava com as mãos sujas de sangue. Ao ser flagrada, a mulher desacatou os policiais e foi presa em flagrante. 

Jornal Midiamax