Geral

Gramado, no RS, é a cidade sem jogos mais procurada na Copa

Entre as mais de 5,5 mil cidades brasileiras, apenas 12 sediam jogos da Copa do Mundo de 2014. Mas não é apenas esta dúzia de municípios que detém a atenção dos turistas. De acordo com pesquisa divulgada por um site de viagens (Hotel Urbano), outras 12 cidades vêm recebendo a atenção do público – estas, […]

Arquivo Publicado em 22/06/2014, às 01h49

None

Entre as mais de 5,5 mil cidades brasileiras, apenas 12 sediam jogos da Copa do Mundo de 2014. Mas não é apenas esta dúzia de municípios que detém a atenção dos turistas.

De acordo com pesquisa divulgada por um site de viagens (Hotel Urbano), outras 12 cidades vêm recebendo a atenção do público – estas, porém, não envolvem apenas futebol. Tratam-se dos destinos mais procurados por meio de pacotes de viagens e hospedagens com check in entre os dias 12 de junho e 13 de julho. Em primeiro lugar está Gramado, na serra gaúcha.

A cidade de 34 mil habitantes figura, anualmente, entre os principais destinos de turismo do País devido aos atrativos naturais e a eventos reconhecidos nacionalmente (como o Festival de Cinema e o Natal Luz).

Na lista, Gramado é o único município do Rio Grande do Sul e um dos poucos que não se localiza em áreas litorâneas. Conforme a secretária de Turismo de Gramado, Rosa Helena Volk, este estudo vai ao encontro do trabalho desenvolvido na cidade, que visa captar para a região um considerável número de visitantes durante o Mundial.

“A Secretaria está investindo nesta Copa. Acreditamos que será importante para nosso turismo, tanto que estamos diariamente presentes em Porto Alegre para divulgar a campanha ‘Visitar Gramado é uma jogada de craque’. Circulamos por todos os Centros de Atendimento ao turista e também em salas de imprensa”, explica.

Rosa Helena acredita que Gramado é um destino turístico que pode atrair os visitantes que não querem estar apenas no movimento da Copa – que se concentra nas metrópoles – e também aquele público que se dirige a Porto Alegre, mas não quer ficar apenas na capital gaúcha.

O presidente do Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes da Região das Hortênsias, Fernando Boscardin, informa que a média da ocupação hoteleira de segunda a sexta-feira em Gramado gira entre 55% e 65%. Nos finais de semana, o índice sobe para até 90%. “Estes são os indicativos que pudemos coletar até o momento. Os números vêm apresentando um aumento em comparação com o início deste mês”, afirma Borcardin.

A massa de estrangeiros e brasileiros que considera Gramado um destino de visitação, segundo ele, reforça a ideia de que o município é um dos principais ícones de turismo do País independente da Copa no Brasil.

“Dados como estes só valorizam o trabalho de todas as pessoas que trabalham no segmento, desde colaboradores até os empresários que ajudam diariamente a construir a qualidade do turismo”, opina.

Confira o ranking:

1-Gramado (Rio Grande do Sul)

2-Porto Seguro (Bahia)

3-Campos do Jordão (São Paulo)

4-Maceió (Alagoas)

5-Angra dos Reis (Rio de Janeiro)

6-Caldas Novas (Goiás)

7-Búzios (Rio de Janeiro)

8-Porto de Galinhas (Pernambuco)

9-Olímpia (São Paulo)

10-Foz do Iguaçu (Paraná)

11-Penedo (Rio de Janeiro)

12-Balneário Camboriú (Santa Catarina)

Jornal Midiamax