Geral

Google enfrenta ação antitruste sobre pesquisa móvel nos EUA

O escritório especializado em direito do consumidor Hagens Berman disse que entrou com um ação conjunta antitruste em nível federal contra o Google, alegando que a companhia “monopolizou ilegalmente” o mercado de pesquisa na Internet e em dispositivos móveis nos Estados Unidos. O processo alega que o Google ampliou seu monopólio no mercado de pesquisa […]

Arquivo Publicado em 02/05/2014, às 12h22

None
71755387.jpg

O escritório especializado em direito do consumidor Hagens Berman disse que entrou com um ação conjunta antitruste em nível federal contra o Google, alegando que a companhia “monopolizou ilegalmente” o mercado de pesquisa na Internet e em dispositivos móveis nos Estados Unidos.


O processo alega que o Google ampliou seu monopólio no mercado de pesquisa na Internet ao pré-carregar seus aplicativos em dispositivos móveis com o sistema Android através de acordos de distribuição de aplicativos para estes dispositivos.


Segundo a ação, ao introduzir o pacote de aplicativos, incluindo o Google Play e o YouTube, o Google prejudicou o mercado e manteve o preço de dispositivos fabricados por empresas como a Samsung e a HTC artificialmente alto.


O Google disse que o Android e o Google podem ser usados de maneira independente um do outro.


“Qualquer pessoa pode usar o Android sem o Google e qualquer um pode usar o Google sem o Android. Desde o lançamento do Android, uma maior concorrência entre smartphones deu mais escolhas para consumidores a preços mais baixos”, disse à Reuters Matt Kallman, um porta-voz do Google.

Jornal Midiamax