Geral

Foto de bebê “fumando” narguilé causa revolta e mãe é denunciada no Conselho Tutelar

Criança estava no colo de uma amiga da mãe, que garantiu que criança não inalou a fumaça

Arquivo Publicado em 06/01/2014, às 13h54

None
1521702798.jpg

Criança estava no colo de uma amiga da mãe, que garantiu que criança não inalou a fumaça

A foto de um bebê com uma mangueira de narguilé na boca chocou alguns usuários do Facebook nesta segunda-feira (6). Na imagem, a criança de aproximadamente 1 ano está no colo de uma menina que segura a mangueira na boca da criança.

Diante disso, leitores indignados entraram em contato com a redação para denunciar o caso. “Se ela quer usar ela pode, é adulta, mas a criança não pode ser exposta desse jeito, é um absurdo”, contou o leitor ao enviar a imagem.

A reportagem conversou com a responsável pela foto, que declarou não ter noção de que aquilo era tão grave e achou exagero a reação das pessoas. “Nossa quanto exagero, apenas a criança colocou a mangueira na boca e tiramos a foto, jamais iria deixar ela puxar a fumaça”, contou Ana Martinez, que explicou que a criança é filha de uma amiga.

Segundo ela, nem mesmo a mãe achou “Ela estava no meu colo, pegou a mangueira e colocou na boca, tiramos a foto e tirei a mangueira dela, não foi nada demais, pois a mãe que é a mãe achou engraçado, porque isso agora?”, questionou.

Quando informada sobre a ilegalidade do ato a jovem se mostrou arrependida. “Eu apaguei a foto, nem imaginava que aconteceria tudo isso, não deixamos ela puxar a fumaça”, garantiu.

Segundo informações o caso foi denunciado no Conselho Tutelar Norte, área que abrange o possível local de residência da mãe da criança. Inicialmente a ação do conselheiro responsável pelo caso é entrar em contato com os responsáveis pela criança para averiguar a situação.

“Recebemos a foto, e precisamos saber o que aconteceu. Tanto a mãe da criança quanto a jovem que está na foto serão chamadas, precisamos analisar o caso e tomar as devidas providências, mas a delegacia já foi avisada”, afirmou a conselheira tutelar Ana Paula Morilhas.

A mãe da criança não foi encontrada pela reportagem para esclarecer o assunto.

O perigo do cachimbo d’água

Desde que virou moda, muitos estudos alertam sobre os perigos do “narguilé” ou cachimbo d’água. Segundo a Organização Mundial da Saúde, uma pessoa que fuma o shisha e narguilé durante uma hora inala fumo equivalente entre 100 e 200 cigarros.

E o uso pode sim causar dependência, além de outros problemas, visto que são compartilhados e isso aumenta o risco de contaminação de doenças como herpes, hepatite ou mesmo tuberculose.

Jornal Midiamax