Geral

Fiscal nega desmoronamento no Aquário do Pantanal e promete obra entregue no prazo

O arquiteto Ruy Ohtake esteve no local após rumores de que um desmoronamento teria comprometido parte das obras. Fiscal da Agesul vistoriou o canteiro, desmentiu boato e disse que entrega a obra na data que Puccinelli pediu.

Arquivo Publicado em 10/04/2014, às 21h18

None
2133006624.jpg

O arquiteto Ruy Ohtake esteve no local após rumores de que um desmoronamento teria comprometido parte das obras. Fiscal da Agesul vistoriou o canteiro, desmentiu boato e disse que entrega a obra na data que Puccinelli pediu.

O fiscal de obras públicas da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos, Luís Mário Mendes Leite Penteado, esteve durante toda esta quinta-feira (10) vistoriando as obras do Aquário do Pantanal, em Campo Grande, após suspeitas de um desmoronamento, mas negou que alguma irregularidade tenha acontecido.

“Recebi uma ligação ao meio-dia do secretário Edson Giroto pedindo para eu verificar a situação, mas não aconteceu nada. Andei a obra toda e não há nenhuma anormalidade”, garantiu.

O arquiteto Ruy Ohtake, que projetou o Aquário, também esteve no local nesta tarde para verificar o andamento da obra. “Estivemos discutindo o projeto”, informou.

Segundo o fiscal, não há previsão de mudanças nas obras do Aquário e o prazo de entrega é o pedido pelo governador André Puccinelli, 11 de outubro deste ano. “Estamos correndo contra o tempo para entregar e trabalhando com 240 funcionários no momento”.

Por telefone, ninguém do escritório da Egelte Engenharia, construtora responsável pela obra, quis dar declarações sobre o suposto desmoronamento.

Acidente

Em julho de 2011, um funcionário ficou ferido após a queda da estrutura do refeitório da obra. Ele teve escoriações e foi socorrido pelos bombeiros. Em maio de 2013, o Ministério do Trabalho e Emprego paralisou as obras por falta de EPIs (Equipamentos de Segurança Individual) para os funcionários.

O Gmai (Grupo Móvel de Auditores de Condições de Trabalho em Obras de Infraestrutura), ligado ao MTE, constatou irregularidades na obra durante a visita de cinco auditores, à época.

Obra

O Aquário do Pantanal é construído com investimentos que superam os R$ 84 milhões e terá mais de 350 espécies de animais, como répteis, peixes e crustáceos, considerado o maior aquário de água doce da América Latina.

A estrutura terá 18,6 mil metros quadrados de área a ser construída para o Aquário do Pantanal, equivalente a duas praças Belmar Fidalgo, com uma capacidade para receber 20 mil visitantes por dia.

Jornal Midiamax