Geral

Filme O Processo do Desejo tem exibição e debate gratuito na quarta-feira

O filme “O processo do desejo” será exibido, gratuitamente, na quarta-feira (25), pelo Cinema (d)e Horror. A sessão começa às 18h30, na sala Rubens Corrêa, no Centro Cultural José Otávio Guizzo, em Campo Grande (MS). A produção italiana de 1991, do diretor Marco Bellocchio conta a história de uma mulher que fica trancada a noite […]

Arquivo Publicado em 22/06/2014, às 23h31

None

O filme “O processo do desejo” será exibido, gratuitamente, na quarta-feira (25), pelo Cinema (d)e Horror. A sessão começa às 18h30, na sala Rubens Corrêa, no Centro Cultural José Otávio Guizzo, em Campo Grande (MS).

A produção italiana de 1991, do diretor Marco Bellocchio conta a história de uma mulher que fica trancada a noite em um museu e tem que esperar até a manhã seguinte para que possa sair. Passeando pelos corredores, percebe que não está sozinha. Um estranho se apresenta e a conduz pelo museu. Pouco a pouco ele a seduz e fazem amor até o amanhecer.

Quando descobre que o estranho possuía as chaves do museu ela se sente enganada e o denuncia à polícia por estupro. No julgamento, surge um terceiro protagonista: o promotor público Giovanni Malatesta. O argumento de defesa do acusado, o orgasmo da vítima, provoca uma crise pessoal. Incapaz de fazer Mônica, sua companheira, chegar ao orgasmo, Giovanni pede à Corte que declare o acusado culpado, pois assim estaria condenando a si mesmo. O filme ganhou o Urso de Prata em Berlim em 1991.

Os mediadores dessa sessão serão o jornalista Lucas Arruda e o dramaturgo Jair Damasceno. Em seu sétimo ano de atividades do Cinema (d)e Horror, o projeto é coordenado pela professora doutora Rosana Cristina Zanelatto Santos, da UFMS e por Carol Sartomen, mestre em Estudos de Linguagens pela UFMS.

Cinema (d)e Horror

O Cinema (d)e Horror realiza, geralmente, uma exibição mensal e conta com a participação de graduandos e mestrandos da área de Letras da UFMS ou convidados especiais para as exibições e debates de filmes que tratam da categoria “Horror” no plano das artes, contando também com a participação da sociedade campo-grandense.

Serviço

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3317-1795 ou no Centro Cultural José Octávio Guizzo, que fica localizado na rua 26 de Agosto, 453, entre as ruas Calógeras e a 14 de Julho.

Jornal Midiamax