Geral

Fifa admite preocupação com gramados, ingressos falsos e estádio de Curitiba

A menos de quatro meses para o início da Copa do Mundo, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, admitiu ao site da entidade que está preocupado com os gramados das 12 sedes, com os ingressos falsos e o estádio de Arena da Baixada, que corre risco de ser excluído do Mundo. O dirigente afirmou também […]

Arquivo Publicado em 14/02/2014, às 15h52

None

A menos de quatro meses para o início da Copa do Mundo, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, admitiu ao site da entidade que está preocupado com os gramados das 12 sedes, com os ingressos falsos e o estádio de Arena da Baixada, que corre risco de ser excluído do Mundo.

O dirigente afirmou também que o Brasil “agora avança definitivamente em alta velocidade”, mas “nenhuma das 12 cidades pode se dar ao luxo de pisar no freio e relaxar –ainda há muitos ajustes por fazer”.

“Os gramados, em particular, devem estar em excelentes condições quando a Fifa assumir os estádios 21 dias antes da primeira partida no respectivo local. Esse ponto é fundamental, porque todos nós queremos ver os jogadores exibindo seu melhor futebol e, para isso, é preciso que os campos apresentem as melhores condições possíveis”, disse Valcke.

Um dos gramados que mais preocupa a entidade é do estádio Mané Garrincha. Em janeiro, a equipe técnica da Fifa fez vistoria no local e pediu “descanso” para preservar o campo.

Logo após a estreia da seleção brasileira na Copa das Confederações, em junho de 2013, Felipão também criticou o gramado do estádio.

Valcke também citou a preocupação com o estádio Arena da Baixada. Ele ressaltou que a entidade terá uma decisão final sobre o local na próxima terça-feira.

“Estamos monitorando de perto o andamento das obras em Curitiba a fim de avaliar a situação da sede. Conforme prometido, comunicaremos nossa decisão final às seleções no dia 18 de fevereiro. O governo brasileiro, as autoridades municipais e estaduais, a Fifa e o COL estão buscando soluções para ajudar a sede a recuperar o atraso”, disse Valcke.

Na quinta-feira, a Folha publicou que a Fifa prepara alternativas para realocar os jogos da Copa programados para acontecer no local.

Outra preocupação de Valcke é com relação aos ingressos falsos. De acordo com o dirigente, “pessoas inescrupulosas estão aproveitando a enorme demanda por bilhetes para enganar consumidores em plataformas ilegais na internet”.

Ele ainda cita que 80% das solicitações de bilhetes foram feitas por “residentes do país-sede”.
Valcke fará outra visita ao Brasil nos próximos dias. Ao lado de ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e outros membros do COL, ele visitará a Arena da Amazônia no domingo. Na segunda-feira, passará por Brasília e, no dia seguinte, estará no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Jornal Midiamax