Geral

Fazendeiro terá de pagar R$ 4 mil por extrair Aroeiras e Ipês em MS

A polícia Militar Ambiental de Miranda, distante 202 quilômetros de Campo Grande, autuou, neste sábado (22), em R$ 4 mil um fazendeiro, de 56 anos, por extrair ilegalmente árvores das espécies Aroeira e Ipê. O ato viola a Lei de Crimes Ambientais (Lei nº 9.605/1998) que coloca o corte destas árvores como proibidos. Durante fiscalização, […]

Arquivo Publicado em 23/02/2014, às 19h00

None

A polícia Militar Ambiental de Miranda, distante 202 quilômetros de Campo Grande, autuou, neste sábado (22), em R$ 4 mil um fazendeiro, de 56 anos, por extrair ilegalmente árvores das espécies Aroeira e Ipê. O ato viola a Lei de Crimes Ambientais (Lei nº 9.605/1998) que coloca o corte destas árvores como proibidos.


Durante fiscalização, a PMA constatou que o proprietário havia derrubado diversas árvores sem autorização ambiental. A madeira era transformada em estacas para cerca. Foram apreendidas 240 estacas de aroeira e 4 m³  de estacas da espécie.


A PMA autuou o proprietário rural, residência em Campo Grande em R$ 4.000,00. Ele responderá por crime ambiental e se condenado, poderá pegar pena de um a dois anos de reclusão.

Jornal Midiamax