Geral

Famílias que moravam em área particular permanecem na rua após desocupação

Centenas de moradores que ocupavam desde janeiro uma área particular no Residencial Ipê Roxo, região Oeste de Dourados, continuam nas ruas próximas ao local. Ontem, eles tiveram que deixar a região após ordem judicial de desocupação, expedida pela juíza da 2ª Vara Cível do município, Larissa Ditzel Cordeiro Amaral e disseram que permaneceriam nas vias, […]

Arquivo Publicado em 30/04/2014, às 15h40

None
1302712630.jpg

Centenas de moradores que ocupavam desde janeiro uma área particular no Residencial Ipê Roxo, região Oeste de Dourados, continuam nas ruas próximas ao local. Ontem, eles tiveram que deixar a região após ordem judicial de desocupação, expedida pela juíza da 2ª Vara Cível do município, Larissa Ditzel Cordeiro Amaral e disseram que permaneceriam nas vias, por não ter para onde ir.

Na manhã desta quarta-feira, os moradores empilhavam alguns objetos na Rua ‘Projetada D’ e continuavam na região. “Aqui deixaremos nossas coisas para abrir espaço, mas continuaremos aqui”, disse um dos moradores enquanto arrumavam os objetos.

“Tenho alguns parentes, mas já mora muita gente lá, não sei como faremos. É uma situação muito triste, não temos condições de pagar aluguel e esperamos por uma casa popular há anos e agora somos jogados na rua”, disse na tarde de ontem, Crislei Santos, 22, mãe de quatro crianças.

Jornal Midiamax