Geral

Família de segurança morto em atropelamento não aceita proposta de indenização

A família do segurança David Del Vale Antunes, morto após ser atropelado na avenida Afonso Pena, não aceitou a indenização proposta em uma audiência de conciliação realizada na quinta-feira (23). Segundo nota publicada pelo TJ MS, durante a audiência, não houve acordo entre as partes. David estava em uma motocicleta parado em um semáforo quando […]

Arquivo Publicado em 24/01/2014, às 17h44

None
331912154.jpg

A família do segurança David Del Vale Antunes, morto após ser atropelado na avenida Afonso Pena, não aceitou a indenização proposta em uma audiência de conciliação realizada na quinta-feira (23). Segundo nota publicada pelo TJ MS, durante a audiência, não houve acordo entre as partes. David estava em uma motocicleta parado em um semáforo quando foi atingido pelo carro de passeio, conduzido pelo estudante Richard Ildivan Gomides Lima.


A primeira audiência de instrução e julgamento da ação cível movida pela família foi realizada pelo juiz titular da 8ª Vara Cível de Campo Grande, Ariovaldo Nantes Corrêa. Na ação, a mulher e o filho de David buscam receber indenização do condutor e do proprietário do veículo que atropelou o segurança. De acordo com dados do site do TJ MS, o valor da ação de indenização por mano material e moral é de R$ 535.948,13.


Atropelamento – Após o atropelamento, Richard, que estava embriagado, tentou fugir e não prestou socorro à vitima. Ele foi preso logo depois pela Polícia Militar e ficou pouco mais de cinco meses preso, até ter o pedido de liberdade provisória aceito pela justiça. 

Jornal Midiamax